top of page

Afinal o que é depreciação? Entenda tudo sobre o assunto!

Depreciação


Depreciação é o termo dado a perda do valor de um bem ao longo da sua “vida útil”. Antes de entrarmos nas definições precisamos entender que a depreciação representa os custos da empresa com a desvalorização de seus ativos.

A vida útil citada anteriormente é estimada pela receita federal, e varia dependendo do bem em questão, caso ao final do prazo estipulado, o bem ainda tiver valor, ele é chamado de valor residual.


O que é depreciação?


Para entendermos melhor sua definição, primeiramente é preciso entender quais bens da empresa sofrem depreciação, alguns exemplos são: máquinas, equipamentos e veículos.


Os veículos por exemplo tem uma vida útil estimada em 5 anos, isso significa que contabilmente, em cinco anos, o valor do automóvel é reduzido a zero.


É importante entender que a depreciação é uma convenção contábil que permite que uma empresa anule o valor de um ativo ao longo do tempo. Contudo, para fins de contabilidade, a despesa relacionada a esse conceito contábil não representa uma transação de caixa, apesar de ser utilizado como se fosse um custo de depreciação.


Como funciona o registro da depreciação?


Quando a depreciação se refere a um bem não utilizado diretamente na produção da empresa, ele é contabilizado como despesa.


Em contrapartida, quando o bem está ligado diretamente à produção da empresa, ele é chamado de custo.


Em síntese, a principal diferença entre os dois tipos de lançamentos é que os custos podem ser atribuídos ao produto final. Desse modo, é possível verificar a relação entre custos e retorno proporcionado pelos produtos.


Como calcular a depreciação?

A título de exemplificação, consideremos que se uma empresa compra uma peça de equipamento por R$ 50.000,00.


A mesma pode considerar, em sua contabilidade, o custo total do ativo no primeiro ano, ou pode escrever o valor do ativo sendo diminuído durante a vida útil do mesmo, que nesse caso hipotético, é considerado de 10 anos.


Exemplificando


O cálculo neste exemplo de um bem no valor de R$ 50.000,00 seria, então, desenvolvido da seguinte maneira:

  • Depreciação = (R$ 50,000 – R$ 10,000) / 10


De acordo com a equação acima, portanto, a depreciação, neste caso, seria então de R$ 4.000,00. Isso significa que o contador da empresa não precisa descontar do fluxo de caixa da empresa os R$ 50,000 inteiros, mesmo que esse tenha disso o valor pago em dinheiro. Em vez disso, a empresa precisa considerar o desconto de R$ 4.000,00 em cima do lucro líquido.


Ou seja, a empresa terá que considerar o desconto, em suas Demonstrações do Resultado do Exercício, de mais R$ 4.000 no próximo ano. Além disso, terá que considerar outros R$ 4.000 no ano seguinte, e assim por diante, até que o valor do equipamento seja completamente cancelado no décimo ano após a sua aquisição.






Комментарии


bottom of page